Lista de livros sobre: Maracanazo.

lista de livros sobre maracanazo literatura e futebol leo lyra

Fala, galera!

Esse é mais um, dentre vários textos, onde irei reunir os principais livros nacionais e internacionais sobre temas relacionados ao futebol! A ideia é ajudar os profissionais que já trabalham na área, os que pretendem trabalhar, os estudantes e os pesquisadores.

Conheço bem as dificuldades de encontrar os livros sobre o esporte bretão no nosso país e, espero poder contribuir para melhorar esse cenário!

Dezesseis de julho de 1950. Brasil 1, Uruguai 2. Pois é… Já se passaram 70 anos desde a fatídica derrota da Seleção Canarinho para a Celeste Uruguaia, em pleno Maracanã lotado, na final da Copa do Mundo de 50, a primeira realizada em solo brasileiro.

Muitos foram os mitos e os vilões criados em cima dessa derrota histórica, que até hoje trás um misto de sentimentos para todos os brasileiros. Que possamos seguir refletindo em cima dela, e de uma vez por todas desmitificarmos os fantasmas que nos assombram e desfazer os ‘culpados’ pela derrota.

Além dos livros impressos, no Brasil e no exterior, sobre o tema, já foram produzidos muitos artigos, monografias, dissertações, teses, entrevistas, notícias, matérias, reportagens, e-books, vídeos, DVDs e VHSs, por excelentes profissionais, que poderão auxiliar, e muito, o seu aprofundamento sobre o assunto!

Finalizo, então, fazendo um pedido: escrevam sobre a história do nosso futebol! Em outras línguas, como o inglês, é maior o número de obras lançadas e isso ajuda demais aos seus respectivos países. Vamos unir forças e ajudar a alavancar o futebol brasileiro!

Enfim é chegada a grande hora! Os principais livros impressos sobre o Maracanazo, em português, e por ordem do ano de lançamento, são:

– As Copas do Mundo no Brasil: Memórias, identidades e diplomacia (1950-2014).
capa do livro as copas do mundo no brasil memorias identidades e diplomacia 1950 2014
Ano: 2019.
Autor (Organizador): Euclides De Freitas Couto.
Editora: 7 Letras.
ISBN: 9788542107289.
Páginas: 148.
Sinopse: “As Copas do Mundo de 1950 e 2014 são os objetos de estudo desta coletânea que discute como as disputas e os símbolos do esporte participaram na construção da identidade brasileira. Seus textos tratam da relação entre futebol e política, das narrativas midiáticas, dos bastidores institucionais, além de experiências dolorosas da memória nacional, como o Maracanazo e o 7×1. Trata-se de uma obra atualíssima e uma grande contribuição para a história do esporte.”.

– Barbosa: Um gol silencia o Brasil.
capa do livro barbosa um gol silencia o brasil
Ano: 2018.
Autor: Roberto Muylaert.
Editora: SESI-SP.
ISBN: 9788550410548.
Páginas: 224.
Sinopse: “Para Barbosa, foram cinquenta anos de história e vinte horas de conversas registradas sobre noventa minutos de um único jogo: a Copa do Mundo de 1950, em pleno Maracanã lotado, onde o Brasil perdeu o título para o Uruguai num chute mixuruca de Ghiggia. Nascia ali o pesadelo do goleiro Barbosa. Registrado por Roberto Muylaert, Barbosa – Um Gol Silencia o Brasil não se limita a analisar a situação sob a perspectiva do goleiro. Também é oferecida uma visão multifacetada da partida, um verdadeiro drama, como se carregasse uma câmera que registra cada ângulo, cada lance, de cada lado: brasileiro, uruguaio, da torcida, da sociedade.”.

– Maracanazo e Mineiratzen: Imprensa e representação da seleção brasileira nas Copas do Mundo de 1950 e 2014.
capa do livro maracanazo e mineiratzen imprensa e representacao da selecao brasileira nas copas do mundo de 1950 e 2014
Ano: 2016.
Autor: Francisco Ângelo Brinati.
Editora: Prismas.
ISBN: 9788555073212.
Páginas: 300.
Sinopse: “O esporte, entre as suas diversas variantes, é meio de expressão das construções acerca da identidade nacional. O futebol atua como um elemento aglutinador de etnias e classes e é uma importante maneira de influenciar a visão que o brasileiro tem de si próprio. No Brasil, a Seleção funciona como instrumento unificador da nação, representante da cultura nacional. Ao representar os atletas e equipe, os meios de comunicação acabam por construir imagens que influenciam nos sentidos de pertencimento em relação ao objeto retratado. Por meio dos discursos adotados pela imprensa, atribuímos valores simbólicos que geram identificação. A disputa de uma Copa do Mundo Fifa é uma ocasião em que o sentimento de nacionalidade é avivado diante da competição entre times de futebol que correspondem a Estados-nação. No entanto, os últimos anos teriam demonstrado uma queda de interesse do torcedor nacional pelo selecionado. O Brasil, por duas oportunidades, foi sede de um Mundial. E, nas duas ocasiões, a Seleção Brasileira sofreu derrotas e não conseguiu conquistar o título jogando em seu território. O livro, um estudo sobre Comunicação e Esporte, é uma análise dos textos dos jornais impressos O Globo e Folha na cobertura das Copas do Mundo de 1950 e 2014. Busca-se, uma vez que se percebera o vínculo simbólico entre o conceito de nação e o desempenho da Seleção nacional de futebol, entender como foram construídas as representações da equipe e quais amostras podem identificar a relação de aproximação ou afastamento com os torcedores, nas competições que marcaram as duas principais derrotas da Seleção em cem anos de história.”.

– Empate.
capa do livro empate
Ano: 2015.
Autor: Vinícius Neves Mariano.
Editora: Simonsen.
ISBN: 9788569041009.
Páginas: 299.
Sinopse: “Um homem traumatizado pela II Guerra Mundial almeja se vingar do Brasil. E a derrota para o Uruguai na final da Copa do Mundo jogada em casa é o golpe perfeito para sua desforra. Assim é apresentado o protagonista de Empate, livro de estreia do autor Vinícius Neves Mariano. O romance histórico tem início quando o protagonista, sem resistir à superlotação do Maracanã naquela tarde de 1950, cai dentro do fosso que separa as arquibancadas do campo. Com ele cai também outro homem, de personalidade completamente oposta. Juntos eles terão que imaginar o momento histórico que está acontecendo a poucos metros de suas cabeças.”.

– Maracanazo: A história secreta. Da euforia ao silêncio de uma nação.
capa do livro maracanazo a historia secreta da euforia ao silencio de uma nacao
Ano: 2014.
Autor: Atílio Garrido.
Editora: Livros Ilimitados.
ISBN: 9788566464320.
Páginas: 376.
Sinopse: “Maracanazo – A história secreta é o novo livro do uruguaio Atílio Garrido, um dos mais influentes jornalistas esportivos do mundo da bola. De forma imparcial, o autor vai além do relato esportivo. Ele criou um documento histórico informativo, crítico e emocionante deste que foi um dos maiores fatos do futebol mundial e que teve profundas consequências nas histórias dos respectivos países, nos âmbitos cultural, social, político e, obviamente, esportivo. Atilio Garrido consegue com simplicidade, objetividade e credibilidade situar o leitor em todo o contexto em que a Copa de 1950 ocorreu, chegando ao ápice no fatídico dia 16 de julho. O autor se transforma em um guia para o leitor numa viagem através do tempo, num mergulho nas sociedades brasileira e sul americanas da época. Enriquecido por relatos dos protagonistas (jogadores, dirigentes, jornalistas), o autor aborda assuntos como: • o desafio da construção do Maracanã • a euforia da torcida brasileira • detalhes sobre as preparações das equipes • pontos de vista dos campeões uruguaios e dos brasileiros, derrotados • o antes, durante e após a épica final Maracanazo –A história secreta ainda deu origem ao filme Maracanã, documentário lançado em março de 2014 que atraiu milhares de espectadores ao estádio Centenário, de Montevidéu e às salas de cinema no Uruguai e em vários países.”.

– 1950: O preço de uma Copa.
capa do livro 1950 o preco de uma copa
Ano: 2013.
Autores: Beatriz Farrugia, Gustavo Zucchi, Diego Salgado e Murilo Xime.
Editora: Letras do Brasil.
ISBN: 9788561469177.
Páginas: 180.
Sinopse: “1950 – O PREÇO DE UMA COPA volta ao tempo e mergulha num Brasil que não existe mais: o Brasil pré-Copa de 50. O livro resgata com riqueza de detalhes, apuração in loco e coragem de seus autores os caminhos, percalços e atalhos da construção dos estádios que receberam os jogos do torneio da Fifa meio século antes do Mundial de 14. Além de texto saboroso, com histórias de pessoas que vivenciaram aqueles tempos, a publicação se impõe, página a página, com informações das seis cidades-sede e de todos os seus gastos para erguer a competição. A comparação com 2014 é inevitável.”.

– Dossiê 50: Um repórter em busca dos onze jogadores que entraram em campo para serem campeões do mundo em 1950, mas se tornaram personagens do maior drama da história do futebol brasileiro. 
capa do livro dossie
Ano: 2013.
Autor: Geneton Moraes Neto.
Editora: Maquinária.
ISBN: 9788562063503.
Páginas: 160.
Sinopse: “´Dossiê 50´ é fruto de uma reportagem do jornalista Geneton Moraes Neto. Intrigado sobre os reais motivos da perda da Copa do Mundo de 1950, Geneton foi atrás, ainda na década de 1980, dos jogadores brasileiros que estiveram em campo em 16 de julho de 1950, dia da final contra o Uruguai. O resultado são relatos não só do que aconteceu no gramado, mas também de episódios posteriores que marcaram as vidas desses personagens. O livro traz também uma entrevista com o ponta direita Ghiggia, autor do gol da vitória uruguaia.”.

– Queimando as traves de 50: Glórias e castigo de Barbosa, maior goleiro da era romântica do futebol brasileiro.
capa do livro queimando as traves de 50 glorias e castigo de barbosa maior goleiro da era romantica do futebol brasileiro
Ano: 2013.
Autor: Bruno Freitas.
Editora: iVentura.
ISBN: 9788589335393.
Páginas: 152.
Sinopse: “A biografia definitiva de Barbosa, um dos maiores goleiros da história do futebol brasileiro, que ajudou a dar grandes vitórias e títulos ao Vasco da Gama. Neste livro, o autor Bruno Freitas vai além do lance fatídico da Copa do Mundo de 1950 no Maracanã que adiou o primeiro título mundial da Seleção Brasileira e marcou a trajetória de Barbosa. Esta biografia reconta o episódio do chute do jogador uruguaio Gigghia e recupera a trajetória vitoriosa de Barbosa, o goleiro do famoso Expresso da Vitória dos anos 40.”.

– Maracanazo: Tragédias e epopeias de um estádio com alma.
capaa do livro maracanazo tragedias e epopeias de um estadio com alma
Ano: 2010.
Autor: Texeira Heizer.
Editora: Mauad  X.
ISBN: 9788574783284.
Páginas: 264.
Sinopse: “O jornalista Teixeira Heizer, escreve sobre a Copa de 1950, quando os brasileiros, inclusive já comemorando a “vitória”, viveram a tragédia do 2 a 1 para o Uruguai. O autor convidou pessoas expressivas para darem seus depoimentos sobre o 16 de julho de 1950: Zico, Villas-Bôas Corrêa, Eduardo Galeano, Ferreira Gullar, Luiz Mendes, Manolo Epelbaun, Maurício Azêdo, Sérgio Cabral e Washington Olivetto. Algumas dessas pessoas viveram “a dor brasileira da derrota”, outras viveram momentos de alegria quase que impossíveis de serem descritos.”.

– Tragédias batalhas e fracassos: As derrotas brasileiras nas Copas do Mundo (1950-1982).
capa do livro tragedias batalhas e fracassos as derrotas brasileiras nas copas do mundo 1950 1982
Ano: 2010.
Autor: Leonardo Turchi Pacheco.
Editora: Canone.
ISBN: 9788587635884.
Páginas: 234.
Sinopse: “Tragédias, batalhas e fracassos: as derrotas brasileiras nas Copas do Mundo fala de homens de masculinidade, de coragem e garra, de acovardamento e inexperiência, de honra. Mas sobretudo fala de futebol. Analisando narrativas e imagens sobre o desempenho dos jogadores nas derrotas do Brasil nas Copas do Mundo (1950 a 1982) ele não só reúne um amplo conjunto de informações sobre os bastidores desses eventos, mas também traz para a discussão questões humanas fundamentais. Se o futebol é um esporte marcadamente masculino, como lidar com a derrota sem colocar em dúvida a virilidade dos jogadores? Como entender a transformação do esporte “de machos” em humilhação, fracasso, tragédia? Como explicar o fracasso sem reconhecer a inferioridade, a falta de fibra? Para responder a essas questões, o autor revela magistralmente o caminho da construção dos sentimentos coletivos. Em meio às imagens e explicações sobre os culpados do fracasso, prevalece o sentimento de que tanto as tristezas da derrota quanto as alegrias da vitória nos unem, pois funcionam como emblemas de pertencimento.”.

– Anatomia de uma derrota: 16 de julho de 1950 – Brasil x Uruguai.
capa do livro anatomia de uma derrota 16 de julho de 1950 brasil x uruguai
Ano: 2000.
Autor: Paulo Perdigão.
Editora: L&PM.
ISBN: 9788525410474.
Páginas: 288.
Sinopse: “Este livro aborda a maior tragédia do futebol brasileiro em todos os tempos: a perda da Copa do Mundo de 1950 em pleno Maracanã. O jornalista Paulo Perdigão analisa e reconstitui passo a passo cada momento do jogo final, da euforia de todos os brasileiros pela certeza da vitória antes do jogo, à incredulidade diante da vitória uruguaia.”.

P.S.: Caso você tenha interesse em comprar alguma das obras aqui citadas, tenha alguma sugestão, reclamação, indicação ou interesse em mais informações, favor enviar um e-mail para:

literaturaefutebol@outlook.com.br

ou uma mensagem no WhatsApp para:

(71) 9 8760-5501 – Leo Lyra.

P.P.S.: Aproveito para ratificar que as sinopses foram escritas pelas editoras e/ou autores dos livros, não expressando necessariamente a minha opinião pessoal sobre a obra.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close