Lista de biografias sobre: Laterais.

literatura e futebol lista de livros sobre laterais leo lyra

Fala, galera!

Esse é mais um,, dentre vários textos, onde irei reunir as principais biografias nacionais e internacionais sobre personagens envolvidos no futebol! A ideia é ajudar os profissionais que já trabalham na área, os que pretendem trabalhar, os estudantes e os pesquisadores.

Conheço bem as dificuldades de encontrar os livros sobre o esporte bretão no nosso país e, espero poder contribuir para melhorar esse cenário!

Além dos livros impressos, no Brasil e no exterior, sobre o tema, já foram produzidos muitos artigos, monografias, dissertações, teses, entrevistas, notícias, matérias, reportagens, e-books, vídeos, DVDs e VHSs, por excelentes profissionais, que poderão auxiliar, e muito, o seu aprofundamento sobre o assunto!

Finalizo, então, fazendo um pedido: escrevam sobre as histórias dos grandes laterais! Em outras línguas, como o inglês, é maior o número de obras lançadas e isso ajuda demais aos seus respectivos países. Vamos unir forças e ajudar a alavancar o futebol brasileiro!

Enfim é chegada a grande hora! Os principais livros impressos sobre Laterais, em português, e por ordem do ano de lançamento, são:

– Bizi: O símbolo da raça Juventina.
capa do livro bizi o simbolo da raca juventina
Ano: 2020.
Autor: Luciano Ubirajara Nassar.
Editora: Ideias & Letras.
ISBN: 9788555800634.
Páginas: 136.
Sinopse: “Bizi é o símbolo e o representante de uma época em que havia amor à camisa. O Juventus estava atado à sua alma e ao seu coração. Ele honrou o uniforme Juventino e fez dele um verdadeiro manto sagrado. Com a coragem dos heróis, escreveu um capítulo triunfante de veracidade e originalidade no esporte. Foi lateral do Juventus-SP por 17 anos.”.

– Nosso Capitão.
capa do livro nosso capitao
Ano: 2017.
Autor: Sadi Scherdt.
Editora: Libretos.
ISBN: 9788555490224.
Páginas: Não Encontrado.
Sinopse: “Jogador de técnica apurada e espirito aguerrido, Sadi Schwerdt marcou época com a camisa do Sport Club Internacional nos anos 1960. Foi eleito o melhor lateral esquerdo do Brasil nas temporadas 1967 e 1968. Nesta autobiografia, Sadi reconstitui polêmicas de seu tempo de jogador, como a disputa entre futebol-arte e futebol-força e o episodio controverso no qual perdeu a condição de capitão do time colorado. Além disso, expõe a guerra de vaidades que dividia a delegação da seleção brasileira em excursão a Europa em 1968. Sadi se revelou um líder combativo, que enfrentou de peito aberto situações de injustiça e descaso protagonizadas por dirigentes, treinadores e jornalistas de seu tempo, buscando sempre preservar princípios e comportamentos que julgava os mais corretos.”.

– Os 50 maiores defensores da historia do futebol.
capa do livro os 50 maiores defensores da historia do futebol
Ano: 2017.
Autores: Anderson Moura e Tauan Ambrósio.
Editora: Via Escrita.
ISBN: 9788567831107.
Páginas: 310.
Sinopse: “O livro “Os 50 maiores defensores da história do futebol”, escrito pelos jornalistas Anderson Moura e Tauan Ambrósio, não contempla necessariamente os 50 melhores jogadores de defesa que já passaram pelo esporte. Primeiramente porque avaliar quesitos técnicos pode vir a ser um trabalho movido pela subjetividade. As memórias seletivas e afetivas fazem com que cada um possa criar sua lista e justificá-la com argumentos pessoais. Além disso, alguém pode estar entre os maiores sem necessariamente estar entre os mais habilidosos, ou mais disciplinados, ou mais vitoriosos. A grandeza de um jogador pode estar atrelada a sua história de vida. Sua capacidade para enfrentar obstáculos e superá-los, seu profissionalismo, seu entendimento do jogo e por aí vai. É importante dizer que alguns jogadores fazem parte dessa lista porque participaram de equipes que revolucionaram ou influenciaram no modo como o futebol é visto em todo mundo. Grosso modo, é como dizer que eles estavam no lugar certo e na hora certa, mas sem que isso diminua de alguma forma a participação que eles tiveram nos grandes feitos de suas equipes ou seleções. O catalão Carles Puyol, por exemplo, não foi melhor que Thiago Silva ou tantos outros que ficaram fora do livro, mas tem uma representatividade maior que os excluídos em diversos aspectos. Igualmente importante ressaltar que a figura humana também teve grande influência na decisão dos escolhidos. Por mais que o jogador de futebol seja jogador muito mais que 90 minutos, ele não o é 24 horas por dia. Há um compromisso em mostrar as facetas que os profissionais não demonstram nos campos ou nas entrevistas coletivas. Saber como eles impactaram as sociedades nas quais viviam e sua importância fora dos estádios.”.

– Minha bola, minha vida: Biografia.
capa do livro minha bola minha vida biografia
Ano: 2014.
Autor: Nilton Santos.
Editora: Gryphus.
ISBN: 9788583110187.
Páginas: 230.
Sinopse: “Autobiografia do melhor lateral-esquerda de todos os tempos repassa a carreira do jogador no Botafogo e as partidas pela Seleção. No país do futebol, os atacantes são as estrelas, mas foi Nilton Santos quem brilhou na defesa e inverteu os holofotes. Eleito em 2000 pela FIFA o melhor lateral-esquerdo de todos os tempos, o zagueiro repassou na autobiografia Minha bola, minha vida as lendárias campanhas pelo Botafogo, a parceria dentro e fora dos campos com Garrincha, as quatro Copas do Mundo disputadas e, claro, o bicampeonato (1958, na Suécia, e 1962, no Chile).

– A Bruxa e as vidas de Marinho Chagas.
capa do livro a bruxa e as vidas de marinho chagas
Ano: 2014.
Autor: Luan Xavier.
Editora: Tribo.
ISBN: 9788567781044.
Páginas: 200.
Sinopse: “Biografia do ex-jogador de futebol Marinho Chagas, um dos maiores expoentes do esporte no Brasil. Lateral esquerdo da Copa do Mundo de 1974, eleito pela crônica esportiva o melhor em sua posição na competição, começou a carreira nos campos de várzea do Riachuelo e passou por times de todo o mundo, jogando ou ensinando futebol. O fim de sua história é marcado por dias sem glória e pela dependência ao álcool, que terminou levando o eterno craque a experienciar momentos difíceis.”.

– Djalma Santos do porão ao palácio de Buckingham.
capa do livro djalma santos do porao ao palacio de buckingham
Ano: 2013.
Autores: Flávio Prado, Adriana Mendes e Norian Segatto.
Editora: Amazon Books.
ISBN: 9788588369030.
Páginas: 179.
Sinopse: “Edição de luxo com 182 páginas, mais de 130 fotos e escrito com base em depoimentos do ex-jogador Djalma Santos, com ótima apresentação gráfica narra a bela história da vida de um dos maiores laterais direito de todos os tempos.”.

–  O velho e a bola: A trajetória de Nilton Santos nas crônicas de Jacinto de Thormes.
capa do livro o velho e a bola a trajetoria de nilton santos nas cronicas de jacinto de thormes
Ano: 2013.
Autores:  Maneco Muller e Rafael Casé.
Editora: Maquinária.
ISBN: 9788562063480.
Páginas: 160.
Sinopse: “Um panorama do futebol brasileiro da época – suas alegrias e seus dramas; o talento e a malandragem; a fama e o ostracismo.”.

– Minha paixão pelo futebol.
capa do livro minha paixao pelo futebol
Ano: 2010.
Autor: Júnior.
Editora: Rocco.
ISBN: 9788579800108.
Páginas: 120.
Sinopse: “Junior é nada menos que um dos mais conhecidos jogadores de um dos times mais conhecidos do mundo. Ídolo de diversas gerações de flamenguistas, ele conta aqui a trajetória de sua vida de gols, esforço, paixão rubro-negra, vitórias, derrotas e aprendizado. A história começa na Paraíba, de onde Junior se mudou para o Rio ainda criança. Depois a infância em Copacabana, as primeiras jogadas na areia onde até hoje disputa peladas, os altos e baixos das finanças familiares e enfim o encontro com o futebol profissional. Junior fala com nostalgia sobre os dias em que o futebol ainda não estava definitivamente marcado em sua vida. E depois, com óbvia emoção, quando começa sua carreira no Flamengo, depois na Seleção, no futebol italiano e finalmente a consagração na volta ao Brasil, já um ídolo de milhões de torcedores envergando o manto sagrado rubro-negro. Ainda que vestir a camisa amarela da seleção seja um orgulho – é dele a voz na eterna “Voa canarinho”, aliás – e que Junior também veja sua fase no pequeno Pescara italiano como uma das melhores de sua vida, fica patente sua paixão eterna pelo Mengo. Se os outros são namoros, essa é a paixão de uma vida inteira ainda antes de virar craque. Junior conta com detalhes as idas e vindas entre os times, as convocações para a seleção e sua melhor fase, já maduro, “fora da idade” pelos padrões convencionais do esporte, comandando um Flamengo que ganhava um título depois do outro. Como pano de fundo, a profissionalização do esporte, no início de sua carreira remunerado com sanduíche e refrigerante e poucos anos depois já um negócio de cifras e salários astronômicos. Se ninguém duvidava da habilidade do capitão com a bola, vai surpreender a muitos seu domínio das letras: Junior tem sempre um floreio, uma lembrança curiosa e uma palavra de paixão pelo futebol em suas histórias. Uma saga que empolga qualquer um que goste de futebol, rubro-negro ou não.”.

– Os 11 maiores laterais do futebol brasileiro.
capa do livro os 11 maiores laterais do futebol brasileiro
Ano: 2010.
Autor: Paulo Guilherme.
Editora: Contexto.
ISBN: 9788572444651.
Páginas: 272.
Sinopse: “Cada vez mais os laterais se fazem importantes nos esquemas táticos das equipes. A posição é a que mais evoluiu no futebol mundial. De meros marcadores dos pontas adversários, os laterais foram se transformando em homens de todo terreno, ampliando suas fronteiras dentro dos esquemas táticos traçados pelos treinadores. Viraram alas, assumindo também funções na armação das jogadas. Ajudaram a sacramentar a “morte” dos pontas na tática das equipes. Aproveitaram a evolução da medicina esportiva e dos métodos de preparação física para se tornarem os grandes atletas de um time. Correm sem parar os 90 minutos, batem faltas, escanteios, defendem, chutam e fazem gols. Neste belo livro, escrito pelo jornalista Paulo Guilherme, teremos a oportunidade de conhecer ou de nos lembrar dos maiores laterais que já passaram pelos campos brasileiros, de Djalma e Nilton Santos até Cafu e Roberto Carlos, passando pelo capitão Carlos Alberto Torres, por Nelinho, Wladimir, Júnior, Leandro, Branco e Leonardo. Um timaço de laterais para ninguém botar defeito.”.

– Colhendo frutos em terra seca.
capa do livro colhendo frutos em terras secas ze roberto
Ano: 2006.
Autor: Zé Roberto.
Editora: Central Gospel.
ISBN: 9788576890355.
Páginas: 100.
Sinopse: “Este livro sobre o craque brasileiro, Zé Roberto, contém depoimentos inéditos dele sobre sua infância e juventude, sua família, sua perseverança para enfrentar as dificuldades e sobre a intervenção divina em momentos cruciais, que o ajudaram a realizar seu sonho de jogar futebol profissionalmente. São relatos que ainda o fazem emocionar-se muito e que, com certeza, também emocionarão o leitor, permitindo-lhe conhecer um pouco mais sobre o jogador e sobre o Deus vivo, ao qual ele serve com muito amor e gratidão.”.

P.S.: Caso você tenha interesse em comprar alguma das obras aqui citadas, tenha alguma sugestão, reclamação, indicação ou interesse em mais informações, favor enviar um e-mail para:

literaturaefutebol@outlook.com.br

ou uma mensagem no WhatsApp para:

(71) 9 8760-5501 – Leo Lyra.

P.P.S.: Aproveito para ratificar que as sinopses foram escritas pelas editoras e/ou autores dos livros, não expressando necessariamente a minha opinião pessoal sobre a obra.

P.P.P.S.: Confira também a lista de livros sobre Goleiros:

Clique aqui!

P.P.P.S.: Confira também a lista de livros sobre Zagueiros:

Clique aqui!

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close