Livros que todo torcedor do Botafogo deveria ler!

Dando sequencia as postagens, nas quais vou listar os principais livros dos 20 times da série A do Campeonato Brasileiro 2018 e de seus grandes personagens, por ordem alfabética, o quinto é o: Botafogo!

Escudo Botafogo de Futebol e Regatas

Fundado na cidade do Rio de Janeiro, em 12 de agosto de 1904, o Botafogo de Futebol e Regatas, tem o Manequinho como mascote, uma das maiores torcidas do estado do Rio de Janeiro e manda os seus jogos no Estádio Olímpico Nilton Santos (Engenhão).

Os principais livros sobre o clube e seus grandes personagens, são:

– O time do meu coração: Botafogo de Futebol e Regatas.

Ano de publicação: 2009.
Autor: José Antônio Gerheim.
Editora: Leitura.
Páginas: 96.

– Os dez mais do Botafogo.

Ano de publicação: 2009.
Autor: Paulo Marcelo Sampaio.
Editora: Maquinária.
Páginas: 184.

– 
Jogos Memoráveis Do Botafogo.

Ano de publicação: 2012.
Autor: Auriel de Almeida.
Editora: iVentura.
Páginas: 202.

– Botafogo – Entre o céu e o inferno.

Ano de publicação: 2004.
Autor: Sérgio Augusto.
Editora: Ediouro.
Páginas: 254.

– Botafogo: O glorioso!

Ano de publicação: 2009.
Autor: Roberto Porto.
Editora: Leitura.
Páginas: 232.

– Passos do Campeão – O Botafogo na Taça Brasil de 1968.

Ano de publicação: 2011.
Autor: Auriel de Almeida.
Editora: iVentura.
Páginas: 90.

– Botafogo – 101 anos de histórias, mitos e superstições.

Ano de publicação: 2005.
Autor: Roberto Porto.
Editora: Revan.
Páginas: 207.

– Botafogo – O glorioso – Uma história em preto e branco.

Ano de publicação: 1996.
Autores: Braz Pepe e Luiz Felipe Carneiro de Miranda.
Editora: Edição do autor.
Páginas: 176.

– Botafogo de Futebol e Regatas – História, conquistas e glórias no futebol. 

Ano de publicação: 2000.
Autor: Antônio Carlos Napoleão.
Editora: Mauad.
Páginas: 132.

– Bíblia do Botafogo.

Ano de publicação: 2016.
Autores: Júlio Gracco e Octavio Azeredo.
Editora: Prime Books.
Páginas: 200.

– Botafogo – Uma paixão além do trivial.

Ano de publicação: 2011.
Autor: Gabriel Marques.
Editora: Livros Ilimitados.
Páginas: 134.

 – A história do Botafogo em cordel.

Ano de publicação: 2004.
Autor: Cláudio Aragão.
Editora: Bom texto.
Páginas: 74.

– Botafogo desde menino.

Ano de publicação: 2009.
Autor: Luís Pimentel.
Editora: Mauad.
Páginas: 28.

– O maior Botafogo de todos os tempos.

Ano de publicação: 2017.
Autor: Roberto Porto.
Editora: Livrosdefutebol.com.
Páginas: 104.

– O futebol no Botafogo de 1904 a 1950.

Ano de publicação: 1951.
Autor: Alceu Mendes de Oliveira Castro.
Editora: Milone.
Páginas: 716.

– O futebol do Botafogo 1951-1960.

Ano de publicação: 2013.
Autor: Carlos Ferreira Vilarinho.
Editora: Mauad.
Páginas: 336.

– O futebol do Botafogo 1961-1965.

Ano de publicação: 2016.
Autor: Carlos Ferreira Vilarinho.
Editora: Mauad.
Páginas: 336.

– Proibidão: Bota Tudo, Botafogo!

Ano de publicação: 2010.
Autor: Adílson Taipan.
Editora: Edição do autor.
Páginas: 80.

– Como esta estrela veio parar no meu peito – Os 70 anos da fusão do Botafogo.

Ano de publicação: 2012.
Autor: Rafael Casé.
Editora: Maquinária.
Páginas: 144.

– O dia em que me tornei… Botafoguense.

Ano de publicação: 2011.
Autor: Maurício Stycer.
Editora: Panda Books.
Páginas: 104.

– 95 a tua estrela brilha.

Ano de publicação: 2015.
Autores: Cláudio Portella e Rafael Casé.
Editora: Mauad.
Páginas: 310.

– A cavadinha muito loca – E outras histórias do Botafogo contra o Simpaticíssimo.

Ano de publicação: 2011.
Autor: Adílson Taipan.
Editora: Edição do autor.
Páginas: 80.

– Uma estrela solitária que conduz!

Ano de publicação: 2009.
Autor: Eduardo de Ávila.
Editora: Leitura.
Páginas: 20.

– 100 anos gloriosos – Almanaque do centenário do Botafogo.

Ano de publicação: 2004.
Autores: Rafael Casé e Roberto Falcão.
Editora: Lance!
Páginas: 196.

– O Botafogo de 95.

Ano de publicação: 2015.
Autor: Thales Machado.
Editora: Edição do autor.
Páginas: 196.

– Malandro é malandro, Mané é Mané.

Ano de publicação: 2011.
Autor: Adilson Taipan.
Editora: Edição do autor.
Páginas: 160.

– Poeta do povo e do Botafogo.
poetadopovo
Ano de publicação: 2008.
Autor: Adilson Taipan.
Editora: Edição do autor.
Páginas: 80.

– Botafogo – Muito mais que um clube.

Ano de publicação: 2010.
Autor: Thiago Pinheiro.
Editora: Multifoco.
Páginas: 180.

– General Severiano – Um século de boas lembranças.

Ano de publicação: 2017.
Autor: Rafael Silvestre.
Editora: BB.
Páginas: 160.

– DataFogo – Números gloriosos do Botafogo de Futebol, Regatas e outros esportes.

Ano de publicação: 2016.
Autor: Cláudio Falcão.
Editora: Livrosdefutebol.com.
Páginas: 147.

– Crônicas do meu Botafogo.

Ano de publicação: 2012.
Autor: Projeto “Meu livro do Fogão”.
Editora: Livros Ilimitados.
Páginas: 66.

– Camisa 7.

Ano de publicação: 2008.
Autor: Adilson Taipan.
Editora: Edição do autor.
Páginas: 80.

– Clássico vovô.

Ano de publicação: 2006.
Autores: Alexandre Mesquita e Jefferson Almeida.
Editora: Edição do autor.
Páginas: 122.

– Meu pequeno Botafoguense.

Ano de publicação: 2010.
Autor: Hélio de La Peña.
Editora: Belas Letras.
Páginas: 24.

– Como o Botafogo conquistou a China.

Ano de publicação: 2014.
Autor: Bruno Porto.
Editora: Mauad.
Páginas: 96.

– 21 depois de 21.
21depois21.png
Ano de publicação: 2010.
Autores: Rafael Casé e Paulo Marcelo Sampaio.
Editora: Livrosdefutebol.com.
Páginas: 316.

– Estrela solitária.

Ano de publicação: 1995.
Autor: Ruy Castro.
Editora: Companhia das Letras.
Páginas: 520.

– Mané Garrincha.

Ano de publicação: 1984.
Autor: Telmo Zanini.
Editora: Brasiliense.
Páginas: 103.

– Garrincha o demônio de pernas tortas.

Ano de publicação: 1973.
Autor: Renato Peixoto dos Santos.
Editora: Edição do autor.
Páginas: 112.

– Didi – O gênio da folha seca.

Ano de publicação: 2014.
Autor: Péris Ribeiro.
Editora: Gryphus.
Páginas: 300.

– Nilton Santos – Minha bola minha vida.

Ano de publicação: 2014.
Autor: Nilton Santos.
Editora: Gryphus.
Páginas: 230.

– Zagallo, um vencedor.

Ano de publicação: 1996.
Autores: Luiz Augusto Erthal e Vanderlei Borges.
Editora: Gryphus.
Páginas: 172.

– Sandro Moreyra.

Ano de publicação: 2017.
Autor: Paulo Cezar Guimarães.
Editora: Gryphus.
Páginas: 292.

– O artilheiro que não sorria – Quarentinha, o maior artilheiro da história do Botafogo.

Ano de publicação: 2008.
Autor: Rafael Casé.
Editora: Livrosdefutebol.com.
Páginas: 332.

– Nunca houve um homem como Heleno.

Ano de publicação: 2012.
Autor: Marcos Eduardo Neves.
Editora: Zahar.
Páginas: 334.

– João Saldanha – Uma vida em jogo.

Ano de publicação: 2007.
Autor: André Iki Siqueira.
Editora: Nacional.
Páginas: 552.

P.S.: Caso você se interesse em comprar alguma das obras aqui citadas, tenha alguma sugestão, reclamação ou interesse em mais informações, favor enviar um e-mail para:

literaturaefutebol@outlook.com.br

ou uma mensagem no WhatsApp: (71) 98760-5501 [Leo Lyra].

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close